Conjunto de Ferramentas 1 – Identificar Partes Interessadas e Tendências

Neste conjunto de ferramentas iniciamos o processo de construir um Cenário da Sala de Aula do Futuro, pensando sobre o modo como a educação se transformará nos próximos anos e aquilo a que os professores e o ensino em geral terão de se adaptar.

Para tal, envolvemos um conjunto de especialistas que designamos como partes interessadas. Estas incluem um grupo diversificado de indivíduos que têm perspetivas muito diferentes sobre os desafios e as oportunidades futuros.

As partes interessadas incluem professores e dirigentes escolares, bem como especialistas, como técnicos de TIC e fornecedores de tecnologia. Em conjunto, estas pessoas constituem um Grupo Nuclear de partes interessadas. Cada membro deste grupo nuclear deverá igualmente consultar outras pessoas que têm ideias diferentes sobre as mudanças que são suscetíveis de ocorrer num futuro próximo. Estas Partes Interessadas da Comunidade Mais Ampla incluem outros professores, alunos, membros da indústria de TIC e possivelmente membros dos órgãos de gestão ou encarregados de educação, bem como decisores políticos locais ou nacionais.

As ideias apresentadas por estas partes interessadas designam-se como tendências. Estas tendências representam mudanças na sociedade e na tecnologia de que o ensino-aprendizagem pode tirar partido ou a que pode adaptar-se. Bons exemplos destas tendências são o aumento de dispositivos pessoais pertencentes aos alunos, como smartphones ou tablets, mas podem também abarcar mudanças sociais, como iniciativas políticas nacionais.

No presente conjunto de ferramentas, prestamos orientações para identificar e cooperar com partes interessadas e sobre o modo como trabalhamos com estas partes interessadas para identificar as tendências mais importantes. Estas tendências tornam-se os elementos constituintes de um Cenário da Sala de Aula do Futuro que pode ser usado para introduzir inovação na sala de aula.

Histórias de utilizadores

A tendência no sentido da aprendizagem invertida tornou-se muito popular durante o projeto iTEC. Godfrey Almeida, professor na Ashmole Academy de Londres, no Reino Unido, discute de que modo tem utilizado na sua prática de ensino cenários baseados nesta tendência.

Um dos professores do projeto iTEC, Kerry Shoebridge, professora de educação física da Shireland Collegiate Academy, no Reino Unido, explica como começou a adotar a tecnologia nas suas aulas, usando a abordagem da Sala de Aula do Futuro (iTEC), influenciada pela tendência da sala de aula invertida.

Ferramentas incluídas neste conjunto de ferramentas

  • Ferramenta 1.1 Guia de Colaboração com Partes Interessadas: Orientações sobre a identificação e a cooperação com o conjunto certo de especialistas para ajudar a criar um Cenário da Sala de Aula do Futuro.
  • Ferramenta 1.2 Identificar Tendências Relevantes: Orientações sobre o trabalho com uma diversidade de partes interessadas para identificar as tendências importantes suscetíveis de produzir impacto sobre a educação nos próximos anos.
  • Ferramenta 1.3 Classificar Tendências: Orientações sobre o modo de selecionar as tendências mais importantes que podem ser subsequentemente utilizadas para redigir um Cenário da Sala de Aula do Futuro. Aqui se incluem algumas sugestões de ferramentas em linha para classificar as tendências.